segunda-feira, 25 de julho de 2011

O caos da telefonia em Ijui...

Essa é só mais uma das muitas presepadas da empresa que presta os serviços de telefonia na cidade. Para além da questão internet, que todos sabemos que é chover no molhado, falar mais do que já foi falado, a questão telefonia, a cada dia assusta mais. Hora é a conta com valores exagerados que os usuários recebem, hora é a falta de informação sobre o que efetivamente foi gasto, mas o pior é quando há um problema técnico e um atendente eletrônico tem que resolver. Hoje(25.07) ocorreu isso. Morador do bairro Tiaraju ficou repentimente com sua linha muda. Consultou a lista telefonica e a partir do endereço do escritório da empresa que presta o serviço de telefonia em Ijui  fez o chamado para o numero que lá estava. A mensagem que houviu: ESTE NUMERO NÃO EXISTE. Ao ligar para o 103 o morador e usuário que paga suas contas em dia de telefone, foi atendido e teve seu problema resolvido em pouco mais de DUAS horas. Sei sim senhor, que há o atendimento eletrônico para este tipo de serviço. Mas o que questiono é: Qual a razão de existir em Ijui um escritório da empresa se tudo tem de ser resolvido eletrônicamente, ou pela internet, há, quando funciona a internet. Porque a empresa prestadora do serviço não é cobrada de forma mais veemente para melhorar seus serviços não só por usuários, mas também pelo procon, pelo ministério público, pela justiça. Ela tem a concessão e não oferece o que os usuários precisam. Afinal vai meu recado ao procon e ao MP. Chega de conversa e reuniãozinha para tentar apaziguar as coisas. É preciso ação efetiva para melhorar o serviço ao consumidor. De nada adianta um escritório em Ijui se a função dele é vender aparelho de telefone celular, além disso a linha movel da empresa é deficitária de sinal fraco pra não dizer péssimo. Os números do procon mostraram de novo. A telefonia de Ijui foi a campeã das reclamações mais uma vez no PROCON.
E ai quem resolve GNT???
Obs: A imagem utilizada na postagem é ilustrativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário