quarta-feira, 20 de julho de 2011

Barbarie no Ginásio Wilson Manica

A foto ai ao lado é o resultado da briga generalizada que envolveu torcedores de Ijui e Cruz Alta na decisão da noite desta terça feira na taça interprefeituras no ginásio Vilson Manica. Pelo menos Duas mil pessoas no Ginásio e CINCO, SÓ CINCO PMs para fazer a segurança. E Pior a BM foi ao local, deu uma passada e saiu, quando voltou já era tarde. Todos nos sabemos da rivalidade entre Ijui e Cruz Alta. Ela vem desde os tempos de São Luis e Guarany, na velha segundona gaucha. Ontem havia o prenuncio de que o jogo não terminaria bem, uma vez que a decisão foi nos penaltis. A igualdade em quadra, e as provocações fora dela, culminaram no que ocorreu. Ijui foi campeão da taça interprefeituras, PARABÉNS, mas agora vai arcar com o prejuizo para recolocar tres pias com aste e todo o encanamento além de tampas em vazos sanitários e encanamento dos banheiros que também terá de ser reposto.
A briga entre as duas torcidas teria começado a partir da decisão da cobrança das penalidades na trave do lado da arquibancada na entrada do ginásio. As duas torcidas se encontraram e a disputa por espaço terminou em agressões e quebra quebra.
Falhou a organização do evento, falhou a RBS que não exigiu a presença ininterrupta da BM local, falhou a própria Brigada Militar e não se preocupar com o bem estar a integridade fisica daqueles que foram ao ginásio para ver um espetáculo esportivo e viram um espetáculo de ignorância, despreparo, e intolerância de ambos os lados envolvidos.
Por isso reforço a minha posição. É preciso profissionalizar o amadorismo, só assim confrontos como o de ontem deixarão de existir.

Um comentário:

  1. Penso que, como você bem colocou, erraram todos. Portanto, o bom censo nos diz que, convenhamos, com tantos problemas que a BM tem para se preocupar e tentar manter a tranquilidade em Ijuí, ficar de plantão para evitar que duas torcidas, só por que são rivais, partam para a ignorância... Por favor, né!? Creio que querem "crucificar" as pessoas erradas. Sem falar que o público em questão são adultos! E, quanto a profissionalizar o amadorismo, até pode ser uma boa intenção, meu caro, porém o problema não está na categoria a qual pertence o esporte, mas sim, nas pessoas que o fazem (sejam jogadores ou meros expectadores), tanto que diariamente vimos torcidas envolvidas em barbáries!

    ResponderExcluir