quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Um NÓ chamado Cozinha Comunitária

Ainda não será desta vez que a obra da cozinha comunitária irá começar. O embrolio é tão grande que os documentos de Ijui já foram enviados a passo fundo, e voltaram, e foram de novo, várias vezes. Num dos últimos capitulos desta história, a documentação da empresa vencedora da licitação para realização da obra foi enviada a REDUR da caixa para analise, mas como a caixa terceirizou o serviço de engenharia, tais documentos voltaram para Ijui e tiveram de ser remetidos a engenheiro contratato pela caixa em Santo Angelo. Carlos Hartmann por sua vez prometeu a secretária Neiva Agnoletto devolve-los para Ijui até sexta feira. Para que a partir daí a secretaria de desenvolvimento social possa remete-los novamente para a caixa federal em Passo Fundo. Neiva Agnoletto disse que Arbo se equivocou ao ter anunciado o inicio das obras. A secretária admitiu também estar preocupada com a demora para o inicio da obra, mas tem esperanças que ela comece ainda em Agosto. O engenheiro Mathias de Ijui será  o responsável pelo acompanhamento da obra "quando ela começar".
Nesta eu estou igual a SÃO TOMÉ. Só acredito, vendo!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário