terça-feira, 25 de outubro de 2011

Editorial


O  que se viu ontem (24.10) na sessão ordinária da câmara de vereadores foi a efetiva aplicação da Lei de Newton que fala que toda a ação provoca uma reação. Os  10 vereadores haviam concordado na reunião das comissões da última sexta feira que derrubariam o veto do prefeito Fioravante Ballin ao projeto de autoria do vereador Cesar Busnello que previa a destinação de 10% de vagas para jovens naquelas empresas que receberem em doação imóveis do município e ou incentivos fiscais. Os vereadores na sessão ordinária analisaram o veto tão logo uma homenagem ao lar Henrique liebich foi concluída. Busnello usando uma camiseta com a frase BALLIN E OS PROJETOS DE OPOSIÇÃO ASSINALE V OU F. V para veto e gaveta e F para sancionado provocou a indignação dos vereadores de situação que mudaram de postura ao irem para a tribuna afirmar que a atitude do vereador oposicionista era uma  afronta ao governo municipal e um desrespeito aos seus demais colegas. Talvez Busnello tenha se precipitado mesmo ao fazer o protesto antes da votação como disse a vereadora Helena Marder ao afirmar que a camiseta que busnello usava já trazia o resultado da votação. Mas não é de hoje que matérias importantes do vereador socialista tem recebido a negativa do poder público. Neste caso em específico mesmo a administração alegando a inconstitucionalidade, a matéria era legal segundo analise de consultor jurídico do IGAM Eduardo Luchese. O que fica de lição neste caso é que efetivamente a retaliação vai ocorrer quando uma ação semelhante for realizada. Como disseram os vereadores de situação, o voto para o acatamento do veto deixou de ser técnico e passou a ser político, independente da importância social e de inserção da matéria de Busnello. Há um velho dito que afirma que NÃO SE PODE COLOCAR A CARROÇA NA FRENTE DOS BOIS. Talvez Busnello tenha feito isto ontem. Agora terá que aguardar QUE AS MELANCIAS DESARRUMADAS SE ACOMODEM EM SEUS DEVIDOS LUGARES COM O ANDAR DA CARROAGEM na política municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário